Piores campanhas de anfitriões da Copa do Mundo

Por Apostaquente | 08 de novembro, 2022

Os anfitriões da Copa do Mundo nem sempre se dão bem como todos imaginam que acontecerá. Veja os países-sede com campanhas ruins.

Os anfitriões da Copa do Mundo sempre tem uma grande vantagem ao jogar a competição, afinal, a maior parte da torcida sempre será da equipe local. Além disso, a motivação por estar defendendo a honra do próprio país pode levar as seleções muito longe. No entanto, não foram todas as seleções anfitriãs que tiveram um bom desempenho e alegraram o país nas apostas esportivas.

Veja as piores campanhas dos países-sede na história da Copa do Mundo.

 

Espanha em 1982 — 2ª fase

Os anfitriões europeus da Copa do Mundo, geralmente, garantem ótimas campanhas, tanto que quase todos os anfitriões campeões são da Europa. A Espanha, definitivamente, não entra nessa seleta lista.

O aproveitamento da Fúria foi fraco em 1982, algo que não era tão esperado nas apostas de futebol, afinal, pela força dos estádios espanhóis, a expectativa estava alta para o time da casa.

No final das contas, com a queda na segunda fase, essa foi a campanha final da Espanha:

  • 5 jogos;
  • 1 vitória;
  • 2 empates;
  • 2 derrotas;
  • 4 gols pró;
  • 5 gols sofridos.
  • 12ª campanha de 24 seleções.

 

Estados Unidos em 1994 — Oitavas de final

Os Estados Unidos nunca tiveram muita familiaridade com futebol; a Copa de 1994 foi um estopim para que o país começasse a investir mais no esporte.

Os americanos quase caíram na fase de grupos, mas deram a sorte da classificação por serem um dos melhores terceiros colocados. Nas oitavas de final, o adversário foi o Brasil, que viria a ser o campeão naquela edição.

Veja a campanha dos Estados Unidos, um dos desempenhos de anfitriões na Copa do Mundo menos memoráveis:

  • 4 jogos;
  • 1 vitória;
  • 1 empate;
  • 2 derrotas;
  • 3 gols pró;
  • 4 gols sofridos;
  • 14ª campanha de 24 seleções.

 

África do Sul em 2010 — Fase de grupos

As apostas na Copa do Mundo de 2010 não mostravam boas expectativas para o país-sede, que estava em um grupo com Uruguai, França e México.

No final das contas, as previsões estavam relativamente certas, mas o vexame esteve longe de acontecer, principalmente pela vitória sul-africana contra a França na última rodada, que deixou os europeus na última colocação.

Ainda assim, a África do Sul foi a primeira – e única, pelo menos até 2022 – a ser eliminada na fase de grupos da Copa. Veja a campanha:

  • 3 jogos;
  • 1 vitória;
  • 1 empate;
  • 1 derrota;
  • 3 gols pró;
  • 5 gols sofridos;

 

Acompanhe o Catar e as demais seleções na Apostaquente em 2022

Com esse retrospecto histórico de anfitriões da Copa do Mundo, o Catar chega para defender uma boa reputação de anfitriões, mas que vem perdendo força nos últimos anos. Para acompanhar o país-sede de 2022 e todas as outras seleções da Copa, venha para a Apostaquente, a casa de apostas com a qualidade ideal para que você possa curtir essa competição maravilhosa.

Sobre o autor:

Apostaquente
A Apostaquente chegou ao Brasil para proporcionar a melhor experiência, e a mais ousada, para os brazucas apaixonados por sites de apostas esportivas e cassino online, oferecendo um portfólio completo para aqueles que buscam por apostas online seguras, inúmeros mercados de apostas e odds competitivas.