Apostas de MotoGP online: saiba tudo!

Por Apostaquente | 18 de agosto, 2022

As corridas de motos são um grande atrativo para aqueles que gostam de adrenalina, emoção e, é claro, altas velocidades. Hoje, a MotoGP é a categoria mais famosa do motociclismo mundial. Assistir as corridas dessa categoria é uma ótima escolha para quem deseja acompanhar um esporte diferente. Fazer apostas de MotoGP online é a escolha perfeita para quem deseja se divertir!

O automobilismo é um esporte que conquistou sempre  o amor dos brasileiros. Quem nunca ouviu falar em Ayrton Senna ou Cacá Bueno? Por mais que as corridas de carro da Fórmula 1 sejam a grande atração do automobilismo no Brasil e no resto do mundo, não podemos deixar de falar da MotoGP, a principal competição de motociclismo do planeta.

Como apostar na MotoGP?

A MotoGP é a principal categoria do motociclismo. Além de atrair uma série de fãs ao redor do mundo, que adoram sentir a adrenalina das corridas de motos em altas velocidades, a MotoGP também chama a atenção daqueles que gostam de fazer apostas esportivas.

Se você é uma dessas pessoas que gosta de apostar em esportes, mas ainda não entende como apostar na MotoGP, saiba que existem algumas dicas que podem te ajudar a fazer apostas de automobilismo nesta categoria. Confira essas dicas a seguir.

Conheça o funcionamento das corridas

Se você quer saber como apostar na MotoGP, precisa conhecer mais sobre o funcionamento das corridas. Nessa categoria, os pilotos se posicionam em três colunas antes da largada. Assim como acontece em outras categorias do automobilismo, as posições do grid de largada são definidas em um treino classificatório, que acontece um dia antes do Grande Prêmio (GP).

Na MotoGP, os pilotos devem completar todas as voltas sem realizar pausas para trocar os pneus, abastecer o tanque ou cuidar de problemas mecânicos. Ou seja, desde o momento da largada até a bandeira final, os pilotos não podem parar de correr. A única exceção acontece em momentos de bandeira branca, ou seja, quando há fortes chuvas.

A cada Grande Prêmio disputado, três pilotos diferentes sobem ao pódio. No caso, os três primeiros colocados da corrida são premiados no final, bem como recebem pontos por seus desempenhos. Na MotoGP, apenas 15 dos 24 pilotos que participam das corridas são pontuados.

No caso, a pontuação de uma corrida de MotoGP se dá por:

  • 1º lugar: 25 pontos;
  • 2º lugar: 20 pontos;
  • 3º lugar: 16 pontos;
  • 4º lugar: 13 pontos;
  • lugar: 11 pontos;
  • 6º lugar: 10 pontos;
  • 7º lugar: 09 pontos;
  • 8º lugar: 08 pontos;
  • 9º lugar: 07 pontos;
  • 10º lugar: 06 pontos;
  • 11º lugar: 05 pontos;
  • 12º lugar: 04 pontos;
  • 13º lugar: 03 pontos;
  • 14º lugar: 02 pontos;
  • 15º lugar: 01 ponto;

Ao final da temporada, o grande campeão da MotoGP é o piloto que conquista mais pontos ao longo dos GPs. Nas últimas temporadas, a Espanha é o país que tem dominado as conquistas da categoria com dois pilotos: Marc Márquez e Jorge Lorenzo.

Quantos GPs são disputados na temporada?

Como dissemos anteriormente, a MotoGP funciona de um jeito muito parecido com os demais campeonatos de automobilismo, como a Fórmula 1. No caso, ambas são divididas em corridas (Grandes Prêmios) e o piloto que terminará a temporada como o grande campeão é aquele que conquista o maior número de pontos ao longo dessas corridas.

Para 2022, a FIM definiu que serão disputados 21 GPs ao longo da temporada. O primeiro deles foi o Grande Prêmio do Catar, disputado no Circuito Internacional de Lusail (uma das cidades que será sede da Copa do Mundo de 2022). O campeão dessa corrida foi Enea Bastianini, piloto italiano da Gresini Racing MotoGP. Na temporada passada, foram disputadas apenas 18 corridas.

Muitos países diferentes recebem Grandes Prêmios da MotoGP. Nesta temporada, as corridas acontecem em todos os cantos do mundo. Alguns GPs se destacam dos demais por conta da qualidade das pistas, bem como a adrenalina oferecida por elas. Esse é o caso do GP do Catar (Lusail), GP da Holanda (Assen), GP da Itália (Mugello) e GP da Austrália (Phillip Island).

Entenda o favoritismo

Para conseguir apostar na MotoGP, é essencial que conheça ao máximo o favoritismo da competição. Essa dica vale para qualquer tipo de aposta esportiva que deseja realizar, seja em provas de automobilismo ou outros esportes, como futebol, basquete, vôlei, entre outros.

Conhecer melhor os pilotos e equipes que participam da MotoGP é uma das melhores maneiras de apostar no campeonato. As melhores equipes costumam ter as melhores motos, assim como os melhores pilotos, equipes de manutenção e pit-stop, entre outros.

No entanto, saiba que não basta apenas escolher as melhores equipes e apostar em seus pilotos. Nem sempre o fato de uma equipe ser melhor, seja por conta do fabricante da moto ou dos funcionários, significa que ela é a grande favorita e irá vencer as corridas.

Nas apostas de MotoGP, você precisa analisar alguns critérios antes de começar a colocar seus palpites. No caso, não deixe de conferir o desempenho dos pilotos nas últimas corridas antes de realizar suas apostas, ou seja, veja em que posição terminaram, se costumam ir bem no circuito da corrida em que deseja apostar e, é claro, confira as odds fornecidas pela casa de apostas.

O favoritismo sempre é considerado pelo site de apostas, que define as cotações (odds) conforme as análises feitas nos esportes. Por exemplo, o piloto favorito a vencer uma prova da MotoGP terá uma cotação muito menor que o menos cotado a ganhar a corrida, por exemplo.

Lembre-se de considerar os pontos dos pilotos

Como explicamos anteriormente, o grande campeão da temporada de MotoGP é o piloto que conquista mais pontos ao longo das corridas. Nem sempre, o piloto que mais vezes ficar em terceiro lugar, por exemplo, será o grande campeão da temporada. Aliás, até mesmo o piloto que mais vezes terminou em primeiro nas corridas pode acabar a temporada sem o título.

Por mais que seja muito importante para os pilotos vencer os Grandes Prêmios da MotoGP, importando no final de tudo é a temporada. Como você viu anteriormente, os três primeiros colocados das corridas recebem 25, 20 e 16 pontos, respectivamente.

Imagine uma temporada onde apenas cinco corridas são disputadas. Um piloto que terminar três vezes em primeiro lugar nas corridas, mas uma vez em 20º e outra em 24º, pode perder o título para outro corredor. No caso, imagine que esse outro corredor ficou quatro vezes em segundo lugar e uma vez em 24º.

Nessa situação hipotética, o título da temporada de MotoGP seria definido da seguinte maneira:

  • Piloto 1: 25 + 25 + 25 + 0 + 0 = 75 pontos;
  • Piloto 2: 20 + 20 + 20 + 20 + 0 = 80 pontos;

Com isso, comprovamos que nem sempre o piloto que terminar mais vezes em 1º lugar nas corridas será o grande campeão. Por isso, lembre-se de sempre acompanhar a temporada da MotoGP e analisar a pontuação de cada piloto ao longo do ano.

Nas últimas 10 temporadas, os pilotos campeões da MotoGP conquistaram os seguintes números de pontos:

  • 2021: Fabio Quartaro – 278 pontos;
  • 2020: Joan Mir – 171 pontos;
  • 2019: Marc Márquez – 420 pontos;
  • 2018: Marc Márquez – 321 pontos;
  • 2017: Marc Márquez – 298 pontos;
  • 2016: Marc Márquez – 298 pontos;
  • 2015: Jorge Lorenzo – 330 pontos;
  • 2014: Marc Márquez – 362 pontos;
  • 2013: Marc Márquez – 334 pontos;
  • 2012: Jorge Lorenzo – 350 pontos;

Conheça a história de MotoGP

Você conhece a história da MotoGP? No século XX, começaram a ser disputadas as primeiras corridas de automobilismo com motocicletas em muitos países diferentes. No caso, essas corridas eram conhecidas como os Grandes Prêmios do Motociclismo.

Hoje, a entidade regulamentadora das competições de motociclismo ao redor do mundo é a FIM (Federação Internacional de Motociclismo). No entanto, no começo do século XX, era a FICM (Fédération Internationale des Clubs Motocyclistes) responsável por promover os campeonatos.

Em 1938, o primeiro campeonato de motociclismo da Europa foi realizado pela FICM. Entretanto, esse torneio teve de ser interrompido graças ao início da Segunda Guerra Mundial. O conflito armado fez com que muitos eventos fossem paralisados ao redor do mundo, como foi o caso da Copa do Mundo de futebol, que não teve edições realizadas entre 1939 e 1950.

Foi só após o término da Segunda Guerra Mundial que começou a ter combustível o suficiente para a realização de torneios automobilísticos. Dessa forma, os campeonatos de motociclismo podiam voltar a acontecer, mas agora em uma escala internacional.

Com isso, a FIM surgiu em 1949 para organizar os primeiros campeonatos de corridas de motos. No caso, foram criadas algumas categorias de disputa, como 125cc, 250cc, 350cc e 500c. A primeira corrida do motociclismo internacional aconteceu no percurso Isle of Man TT.

Uma grande curiosidade da história do motociclismo internacional também está relacionada com a Segunda Guerra Mundial. O britânico Leslie Graham, que conquistou o primeiro título de 500cc, pilotou Lancaster Bombers (aviões bombardeiros) durante os anos de guerra. O seu título mundial foi conquistado em um modelo da AJS.

Nos primeiros 26 anos da história do motociclismo internacional, foram os italianos quem conquistaram o maior número de títulos. No caso, os fabricantes da Itália foram campeões 24 vezes com motos de categoria 500cc. O grande destaque da época foi o piloto italiano Giacomo Agostini, que conquistou sete títulos da categoria.

Por mais que as corridas de motos tenham surgido logo após o final da Segunda Guerra Mundial, a história da MotoGP como conhecemos é um pouco mais recente. Foi nos anos 2000 que as competições profissionais de motociclismo começaram a ter os formatos que estamos acostumados.

Em 2002, a categoria de 500cc foi substituída pela MotoGP (Moto Grand Prix), que até hoje é a principal quando o assunto são corridas de motos. Desde então, foram introduzidas uma série de novidades, normas e regulamentos técnicos aos campeonatos de motociclismo.

Dez anos após o surgimento da MotoGP, as motos foram autorizadas a apresentar potências máximas de 1000cc. Desde o começo da MotoGP em 2002, o fabricante que mais vezes venceu foi a Honda. No caso, são 22 títulos e mais de 150 prêmios vencidos por pilotos que dirigem motos da marca japonesa.

Além da MotoGP, o motociclismo mundial conta com algumas outras categorias, conforme as cilindradas das motos. Esse é o caso da Moto2 (antiga 125cc) e da Moto3 (250cc). Se você deseja ter uma nova experiência com apostas de automobilismo, não perca a chance de fazer apostas online nas corridas da Moto2 e Moto3.

Quem são os maiores campeões da MotoGP?

Desde 1949, muitos pilotos diferentes deram as caras na principal categoria do motociclismo mundial. Neste período, alguns pilotos se destacaram pelo grande número de títulos conquistados. Os maiores campeões da MotoGP não competiram na mesma época, mas marcaram gerações com a forma que dominavam as corridas.

No caso, a dominância desses pilotos na MotoGP foi vista em quatro décadas diferentes. Entre 1960 e 1970, Giacomo Agostini conquistou oito títulos. Entre 1990 e 2000, Michael Doohan conquistou cinco títulos. Já de 2000 para cá, tivemos Valentino Rossi e Marc Márquez se destacando dos demais, um com sete títulos antes de 2010 e outro com seis títulos depois desse ano.

Confira os maiores campeões da história da MotoGP:

  • Giacomo Agostini: 08 títulos (1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972 e 1975);
  • Valentino Rossi: 07 títulos (2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008 e 2009);
  • Marc Márquez: 06 títulos (2013, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019);
  • Michael Doohan: 05 títulos (1994, 1995, 1996, 1997 e 1998);

Aposte no automobilismo de MotoGP com a Apostaquente!

Agora que já conhece tudo sobre o principal evento de corridas de motos do mundo, por que não apostar online no MotoGP com a Apostaquente?

Em seu site de apostas, a Apostaquente conta com uma série de eventos esportivos diferentes para colocar os seus palpites e se divertir. Além da MotoGP, lá você encontra outras modalidades do automobilismo, podendo assim apostar na Fórmula 1, NASCAR, Moto2, Moto3 e muito mais.

E aí, está esperando o que para sentir a mesma adrenalina que os pilotos da MotoGP sentem a cada corrida com as apostas de MotoGP da Apostaquente? Na hora de fazer apostas no automobilismo, lembre-se de contar com o melhor site de apostas para isso: a Apostaquente!

Sobre o autor:

Apostaquente
A Apostaquente chegou ao Brasil para proporcionar a melhor experiência, e a mais ousada, para os brazucas apaixonados por sites de apostas esportivas e cassino online, oferecendo um portfólio completo para aqueles que buscam por apostas online seguras, inúmeros mercados de apostas e odds competitivas.